Alunos da UNIFEI são indicados ao 18º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica do CNPq

unifei_premio_destaque_cnpq

A UNIFEI está representada no 18º Prêmio Destaque de Iniciação Científica e Tecnológica do CNPq por cinco alunos. <crédito> CNPq

A Universidade de Federal de Itajubá (UNIFEI) está representada no 18º Prêmio Destaque de Iniciação Científica e Tecnológica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) por cinco discentes devido a seus trabalhos realizados através de Iniciação Científica e Tecnológica.

Os alunos Higor Oliveira Souza Moreira, Isadora Evangelista Martins de Souza, Luciano Ferraz Monteiro do Nascimento, Mariana da Silva Novakoski e Tamires Gomes Targino são os representantes da UNIFEI na premiação concedida anualmente com a parceria da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

O prêmio tem como objetivo reconhecer bolsistas de Iniciação Científica e Tecnológica que se destacaram durante o ano sob os aspectos de relevância e de qualidade do seu relatório final. Além disso, a premiação conta com uma categoria de Mérito Institucional, na qual concorrem as instituições participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) que contribuíram de forma relevante para o alcance dos objetivos do programa.

As categorias Bolsista de Iniciação Científica e Bolsista de Iniciação Tecnológica são divididas em grandes áreas de conhecimento: Ciências Exatas, da Terra e Engenharias; Ciências da Vida e Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes.

A escolha dos indicados

Todas as pesquisas desenvolvidas pelos alunos da UNIFEI no período entre 1º de agosto de 2019 e 31 de julho de 2020 foram apresentadas no III Simpósio de Iniciação Científica de 2020. Os trabalhos com melhor classificação foram encaminhados à Comissão Institucional de Pesquisa da UNIFEI, que selecionou os alunos e seus orientadores de acordo com as categorias e fez as indicações dos representantes da Universidade na premiação:

– PIBIC/Engenharias: Tamires Gomes Targino, tendo como orientador o professor Hugo Perazzini, em Engenharia Química;

– PIBIC/Ciências da Vida: Isadora Evangelista Martins de Souza, tendo como orientadora a professora Eliane Guimarães Pereira Melloni;

– PIBITI/Engenharias: Higor Oliveira Souza Moreira, tendo como orientador o professor Clodualdo Venício de Sousa;

– PIBITI/Ciências Humanas e Sociais: Luciano Ferraz Monteiro do Nascimento, tendo como orientador o professor Carlos Eduardo Sanches da Silva;

– PIBITI/Ciências da Vida: Mariana da Silva Novakoski, tendo como orientadora a professora Mirian de Lourdes Noronha Motta Melo, em Química.

Etapas da premiação nacional

 Os indicados passarão por três comissões julgadoras designadas pelo presidente do CNPq, sendo cada uma para determinada macroárea de conhecimento e composta por três membros. Os relatórios serão avaliados conforme os critérios de mérito, relevância, qualidade, originalidade e inovação.

Também será avaliada a aplicação prática da pesquisa para a solução de problemas concretos e com resultados finais além do perfil, histórico escolar, atuação e atribuições do bolsista do ponto de vista do orientador. O resultado dos vencedores será divulgado pelo CNPq até o dia 15 de junho de 2021.

As premiações são as seguintes: para o primeiro colocado, prêmio em dinheiro; para o segundo, uma bolsa de mestrado ou de doutorado no país, e para o terceiro, uma passagem aérea e hospedagem para a participação na 73ª Reunião Anual da SBPC, a ser realizada em julho de 2021.

Para saber mais sobre a premiação acesse: http://premios.cnpq.br/web/pdict/inicial