Associação dos Diplomados realiza Jantar Dançante e homenageia dois ex-alunos durante comemoração dos 106 anos da Unifei

No tradicional jantar dançante da AD-Unifei foram homenageados os engenheiros Luiz Gonzaga Rennó Salomon e Aloysio da Rocha Pizarro.

O engenheiro Luiz Gonzaga fez seu discurso durante a homenagem recebida.

Aloysio Pizarro também fez o uso da palavra durante a cerimônia de homenagem.

O engenheiro Luiz Gonzaga com a medalha que recebeu, ao lado do presidente da FTS, Benedito Antunes da Silva Filho.

O engenheiro Aloysio Pizarro ao lado presidente da AD-Unifei, Roberval Rymer, recebendo a medalha, o certificado e o livro sobre o primeiro centenário da Universidade.

Os homenageados com suas esposas e, ao centro, as engenheiras Maria Sírcia e Marita Arêas.

O professor Dagoberto com o engenheiro Luiz Gonzaga e outros convidados.

A Associação dos Diplomados da Universidade Federal de Itajubá (AD-Unifei), realizou no dia 23 de novembro, sábado, às 20h, no Buffet Companhia de Eventos, em Itajubá, o tradicional Jantar Dançante em comemoração ao aniversário da Unifei, que, em 2019, completou 106 anos de fundação.

Como foi feito nos anos anteriores, no dia 23 de novembro, a AD-Unifei prestou sua homenagem ao fundador, Theodoro Carneiro Santiago, reverenciando sua memória. Especialmente neste ano, também foram comemorados os 50 anos da criação da Associação dos Diplomados.

Participaram do evento, o presidente da AD-Unifei Nacional, Roberval Rymer da Silva Carvalho; o presidente da Fundação Theodomiro Santiago (FTS), Benedito Antunes da Silva Filho; os representantes das regionais da Associação em Brasília e no Rio de Janeiro, respectivamente os engenheiros Célia Inês Fucchs e Luiz Sebastião Costa, e a engenheira Marita Arêas de Souza Tavares, Doutora Honoris Causa da Unifei, além de vários ex-alunos, amigos, familiares e demais convidados.

Representando a Unifei, estiveram os professores Dagoberto Alves de Almeida, reitor; Marcel Fernando da Costa Parentoni, vice-reitor; José Arnaldo Barra Montevechi, chefe de Gabinete da Reitoria; José Eugênio Lopes de Almeida, diretor do campus de Itabira, e Fredmarck Gonçalves Leão, ex-diretor da Instituição, entre outros docentes.

Por volta das 21h30, teve início a cerimônia em homenagem a dois ex-alunos da Instituição, os engenheiros Aloysio da Rocha Pizarro, formado em 1964, e Luiz Gonzaga Rennó Salomon, formado em 1967. Eles foram agraciados com a Medalha do Mérito Theodomiro Carneiro Santiago.

No início da homenagem, o presidente da AD-Unifei Nacional, Roberval Rymer da Silva Carvalho, agradeceu a presença dos diplomados, professores da Unifei, familiares, amigos e outros convidados dos homenageados, ressaltando a importância do evento como forma de congraçamento entre os ex-alunos da Unifei.

Em seguida, o professor Dagoberto, reitor da Unifei, fez uso da palavra, cumprimentando os engenheiros homenageados e destacando as características e qualidades de cada um deles. Ele também agradeceu aos dois profissionais pelo empenho de cada um no sentido de defender os interesses da Instituição durante a realização de suas atividades.

Na oportunidade, o reitor comentou, mais uma vez, sobre a recente decisão da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) de ter paralisado a construção do laboratório de alta tensão do Instituto Senai de Inovação em Sistemas Elétricos (ISI-SE) em Itajubá, empreendimento de grande importância para a cidade bem como para Unifei, e ressaltou a necessidade de participação e investimentos dos governos mineiro e federal, bem como de entidades ligadas ao setor elétrico, para a continuidade do projeto.

Após o pronunciamento do reitor, foram lidos os currículos dos dois homenageados, os quais discursaram em seguida, agradecendo a AD-Unifei pela homenagem prestada e reconhecendo a importância do então Instituto de Eletrotécnica de Itajubá (IEI), atual Unifei, na sua formação como profissionais de Engenharia e como pessoas.

Após os discursos dos homenageados, o presidente da AD-Unifei Nacional e o presidente da FTS fizeram a entrega da Medalha do Mérito Theodoro Santiago a cada um dos agraciados, bem como dos respectivos diplomas e de exemplares do livro “Unifei: 100 Anos de História”, alusivo ao primeiro centenário da Instituição. Na oportunidade, as engenheiras Marita Arêas de Souza Tavares e Maria Sírcia de Souza fizeram a entrega de buquês de flores às esposas dos homenageados.

Depois das homenagens, os presentes foram convidados a visitar a 23ª Exposição de Mesas Postas Natalinas, que está aberta à visitação desde o dia 23 de novembro até 08 de dezembro, na Sala de Atos do Complexo Histórico e Cultural da Unifei, no Centro de Itajubá.

Antes de encerrar a cerimônia, foi enfatizada a importância dos programas da FTS “Garanta o Futuro” e “Onda 11k”, solicitando-se aos presentes que apoiassem tais projetos buscassem mais informações sobre eles consultando o site fts.org.br. Após as homenagens, foi servido o jantar e alguns dos presentes aproveitaram a festa para dançar.

O engenheiro Aloysio Pizarro

Aloysio Pizarro é engenheiro formado em 1964, pelo IEI, atual Unifei, tendo completado neste ano 55 anos de formado. Fez mestrado e doutorado pela Universidade Federal de São Carlos. Morou nos Estados Unidos, onde trabalhou em um laboratório de pesquisas nos estados do Texas e de Minnesota.

Deu aulas na Universidade de São Francisco e fez pós-doutoramento na então Escola Federal de Engenharia de Itajubá (Efei), onde realizou pesquisa em Tecnologia em Cerâmica Avançada e Linhas de Transmissão.

Durante sua vida profissional, atuou por dois anos no Grupo Votorantim, como assistente do Dr. Antônio Ermírio de Moraes na expansão da Fábrica de Alumínio; quatro anos na Aços Vilares, como chefe da Manutenção Elétrica e Mecânica, e 30 anos na multinacional 3M, onde trabalhou com 10 ex-alunos de Itajubá.

Quando estudante em Itajubá, foi colaborador do Jornal “O Dínamo”, do Diretório Acadêmico, e, por quatro anos, da Coluna do D.A. no jornal O Sul de Minas, para o qual, depois de formado, continuou colaborando com textos sobre a memória da Unifei, além de escrever para o Jornal do Vale, de São José dos Campos – SP.

Em Campinas – SP, foi por 10 anos, diretor regional da AD-Unifei. Nesse período, em reuniões de confraternização de ex-alunos, homenageou vários ex-professores e ex-alunos com a entrega da Medalha Theodomiro Carneiro Santiago.

Foi duas vezes presidente da AD-Unifei Nacional e, atualmente, é diretor regional da AD-Unifei do Vale do Paraíba. Escreveu 10 livros, sendo que vários deles se referem a professores do antigo IEI. Em 2016, teve um dos seus livros lançado em vários países do mundo: Alemanha, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Japão, México e Reino Unido.

Quando a então Efei se transformou em Universidade, em 2002, publicou o livro “Nossa História, Nossa Tradição”, sendo que uma parte da renda obtida da venda dos exemplares foi destinada para a FTS e e outra parte para AD-Unifei.

O engenheiro Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga Rennó Salomon é engenheiro eletricista-mecânico também formado pelo então IEI no ano de 1967. Atuou de 1967 a 1971 na então Efei como auxiliar de Ensino e coordenador adjunto dos Cursos de Pós-Graduação. De 1971 a 1975, passou pela Companhia de Eletricidade de Brasília (CEB), como assessor, chefe de departamento e diretor substituto de Planejamento Técnico.

De 1975 a 1985, esteve na Themag Engenharia como coordenador de vários projetos de geração e distribuição de energia, principalmente na Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Estado do Pará, e como diretor regional em Brasília, liderando vários projetos do sistema elétrico brasileiro, destacando-se o trabalho de planejamento do Sistema Elétrico das Centrais Elétricas do Pará (Celpa).

De 1985 até hoje, é proprietário da Salomon Associados, consultoria e assessoria no setor elétrico, representando diversas empresas nacionais, entre elas Themag Engenharia, Sul-Americana de Engenharia (Sade), Sociedade Brasileira de Eletrificação (SBE), Asea Elétrica, Eletrovidro, Techint Engenharia, Mendes Junior e C. R. Almeida Construções, bem como as estrangeiras Echevarria Hermanos, fabricante de cabos condutores, e General Electric (GE).

Também atuou como sócio-diretor na empresa Nativa Engenharia S.A., de construção e montagem de diversas linhas de transmissão e subestações no setor elétrico brasileiro, com destaque para a linha de transmissão 500 KV em Serra da Mesa, Salvador – BA; Norte Sul, na interligação com a Usina Hidrelétrica de Tucuruí, e Terceiro Circuito, na Usina Hidrelétrica de Itaipu, e instalação da Subestação de Samambaia, no Distrito Federal.

Atualmente, é sócio-proprietário da Comparte Serviços e Participações Ltda., prestando assessoria e consultoria nas áreas ambientais e de regulação, junto a órgãos governamentais como Ministério de Minas e Energia, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Agência Nacional de Mineração (ANM) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).