Equipe Uai!rrior da UNIFEI se destaca na Battlebots, maior reality show de combate de robôs do mundo

Momento em que a Equipe Uai!rrior levanta, pela primeira vez, o troféu de campeões do Desperado Tournament.

O robô Black Dragon, de 114kg, projeto da Equipe Uai!rrior na Battlebots.

 Em 2019, durante a estreia da Equipe Uai!rrior, da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), na Battlebots, o Black Dragon foi o robô campeão do Desperado Tournament, um torneio interno da própria competição. Com essa vitória, o robô da Uai!rrior foi o primeiro a entrar no Top 16, um ranking com os melhores robôs da temporada, vencendo três competidores em uma única noite, inclusive o seu adversário brasileiro, o Minotaur, da RioBotz, garantindo o troféu – um “parafuso gigante” – de campeão.

Acompanhe os episódios a partir do dia 20 de janeiro pelo canal Discovery Turbo

 Criada em 2001, a Equipe Uai!rrior de Robótica da UNIFEI ganhou esse nome com o objetivo de fazer uma brincadeira com a famosa interjeição “Uai!”, típica dos mineiros, e a palavra warrior, que significa “guerreiro” na língua inglesa. E é fazendo jus ao nome que a equipe participa de diversas competições de desafios tecnológicos no Brasil, nos Estados Unidos, China e Índia.

 A BattleBots é uma competição americana em formato de reality show, atualmente transmitida e produzida pelo Discovery e pelo Science Channel. Trata-se de um evento pioneiro no combate de robôs, que influenciou muitos brasileiros a criar equipes de tecnologia. Com várias temporadas desde 2000 e com cobertura em mais de 150 países, a nova série BattleBots nesses dois canais tem um público de televisão semanal total de 3 milhões de espectadores.

 No ano de 2019, devido aos resultados alcançados ao longo de toda sua história em competições no Brasil, China e EUA, a Uai!rrior foi convidada, pela primeira vez, a participar da tão sonhada Battlebots, obtendo “grandes experiências e ótimos resultados”, como relataram seus integrantes. Ela é a segunda equipe brasileira a participar da Battlebots, juntamente com a RioBotz, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

 Para estrear na Battlebots, a Equipe Uai!rrior projetou e construiu o robô Black Dragon, em um desafio com curto prazo de entrega e que envolveu elevado nível técnico mecânico, eletrônico e de gestão de recursos. O resultado foi o primeiro robô de combate de 114 Kg da equipe, que é equipado com um lança-chamas e uma arma de 22 Kg, cuja rotação chega a 5.000 rpm.

 A 4ª temporada da Battlebots estreou no Brasil no último dia 13 de janeiro, e a estreia do robô Black Dragon, da Uai!rrior, na competição será transmitida no dia 20 de janeiro, segunda-feira, no Discovery Turbo, às 20h38. Os demais combates da equipe poderão ser acompanhados nos próximos episódios.

 A Uai!rrior fez um agradecimento especial à UNIFEI, pelo apoio a sua participação na Battlebots, bem como aos seus patrocinadores: Coracorthe – Hardox Wearparts, Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL), Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), MaxAmps.com, MGM Controllers, NeuMotors e Techmotion.

Sobre a Uai!rrior

 A Equipe Uai!rrior de Robótica, criada em 2001, na UNIFEI, tem como objetivo desenvolver máquinas para competições de combate de robôs, em várias modalidades. Os robôs são desenvolvidos a partir de projetos totalmente elaborados pelos estudantes e supervisionados pelo professor coordenador, utilizando toda a infraestrutura cedida pela Universidade e pelas empresas que apoiam o projeto.

 Atualmente a equipe possui 29 membros, porém já passaram por ela mais de 200 alunos da UNIFEI desde a sua fundação. Ao longo dessa história, foram conquistados mais de 100 títulos, incluindo a medalha de ouro do robô General, na China em 2017; o bronze com os robôs Jubileu e General, na Índia, em 2020, e, claro, a vitória no Desperado Tournament, na Battlebots 2019.

 Mais informações da equipe podem ser acessadas em suas redes sociais:

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/equipeuairrior/

Youtube: youtube.com.br/uairrior

Instagram, Snapchat e Twitter: @uairrior

Facebook:https://www.facebook.com/uairrior/

Os projetos especiais

 Os Projetos Acadêmicos de Competição Tecnológica da UNIFEI, mais conhecidos como Projetos Especiais, são organizações formadas e gerenciadas por alunos, com orientação dos professores e o apoio da Universidade, e que têm o objetivo principal de servir como plataforma de aprendizado por meio do desenvolvimento de demandas de engenharia, para participação em competições tecnológicas nacionais e internacionais.

 Os eventos de que as equipes participam são competições realizadas por entidades de classe e/ou empresas privadas nas quais o foco é o desenvolvimento de algum projeto de engenharia, com regras próprias e métricas definidas.

 Tais projetos proporcionam uma ótima oportunidade de aprendizado para o aluno. Cada projeto é livre para se organizar da forma que quiser, mas, em geral, eles apresentam uma estrutura interna organizacional definida, geralmente com um capitão geral e subequipes de gestão, projetos e fabricação. Cada subequipe apresenta um líder responsável por organizar e delegar as tarefas a seus companheiros de projeto.

 Cada uma das equipes trabalha de forma similar a uma empresa real, fazendo com que o aluno tenha uma “experiência profissional” durante o período em que esteja vinculado à Universidade e ao projeto, aprendendo a trabalhar em grupo, a ter senso de organização e planejamento.

 As equipes de Projetos Especiais têm participado de competições no Brasil e no exterior, tanto com apoio da própria Universidade como também contando com o patrocínio da iniciativa privada, segundo orientações da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da UNIFEI.