Ex-alunos da Unifei criam Grupo de Desenvolvedores Google de Itajubá

Participantes de um dos encontrados realizado pelo GDG Itajubá.

Um dos encontros organizados pelo GDG Itajubá.

 

 Com o objetivo de propagar as melhores práticas e compartilhar conhecimento sobre as novas tecnologias, alguns desenvolvedores, designers e entusiastas por inovação e tecnologia criaram o Grupo de Desenvolvedores Google (GDG) em Itajubá, em sua maior parte formada por profissionais de empresas integrantes da Incubadora de Empresas de Base Tecnologia de Itajubá (Incit).

 Segundo seus idealizadores, o foco do grupo está na difusão e na discussão de desenvolvimento de tecnologias de informação, tendo como base o entusiasmo da prática e a busca por mais conhecimento nas áreas de atuação dos membros do grupo. O GDG não tem fins lucrativos e está aberto para realizar as atividades com quem esteja disposto a conhecer e discutir sobre desenvolvimento.

 Os organizadores do GDG são Yago Lima e André Affonso Melo, ex-alunos da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), no curso de Engenharia da Computação; Wallace Felipe Rodrigues e Guilherme Xavier, ex-alunos de Sistemas de Informação, e Samir Haddad, que cursou Ciência da Computação. O grupo também é composto por Luiz Felipe Costa e Any Karolyne Galdino, que estão cursando Sistemas de Informação na Unifei, e por Felipe Gonçalves Reis, formado em Redes pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e discente em Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Universidade Norte do Paraná (Unopar).

 Os membros do grupo já se reuniam antes mesmo da filiação ao GDG, devido à necessidade de criarem uma comunidade de desenvolvedores na qual pudessem trocar experiências e aprender mais uns com os outros. A primeira comunidade, conhecida como We Incit Dev, foi responsável por realizar vários encontros, os We Incit Meetup Talks, espaços informais para conversas entre desenvolvedores.

 O GDG não possui uma sede, mas, como ele surgiu pela iniciativa de quem atua ou atuou na Incit, normalmente suas reuniões são realizadas em espaços disponíveis no Complexo Histórico e Cultural da Unifei, na região central de Itajubá, onde está sediada a incubadora, ou nas empresas. Os encontros acontecem no último final de semana de cada mês e são abertos para entusiastas e profissionais de desenvolvimento de softwares e sistemas de tecnologia da informação. Para sua realização, os integrantes do GDG contam com o apoio de membros da Incit, servidores e docentes da Unifei e de empresas incubadas e locais.

 No primeiro encontro do GDG, ocorrido em setembro do ano passado, foram discutidos os temas Marketplaces em Java e Startup Lifestyle. Ao todo, três encontros já foram realizados, aos sábados, no período matutino. Com o tema Integração Contínua, o último encontro, realizado em maio, contou com uma palestra ministrada por Luiz Felipe Costa, graduando em Sistemas de Informação e integrante da equipe responsável pelo Portal Brasileiro de Dados Abertos.

 Segundo seus integrantes, o GDG pretende colaborar com outros eventos e atividades que possuam objetos que se alinham ou que sejam ligados com seus objetivos, no âmbito da Unifei e das empresas de Itajubá.

 Como resultados obtidos pelo grupo,  destacam-se três: o surgimento de uma rede de colaboração dos profissionais de desenvolvimento que atuam em empresas de tecnologia de Itajubá, tanto incubadas quanto já estabelecidas no mercado; o amadurecimento de práticas antigas com a adoção de novas técnicas de desenvolvimento nas empresas que possuem membros participantes do grupo e a materialização da visão de como são realizadas as atividades de desenvolvimento e das relações profissionais na esfera das empresas que trabalham com tecnologia de informação de Itajubá.

 Quanto ao futuro, o GDG Itajubá pretende explorar outros formatos de encontro que foquem na parte prática, para melhorar a difusão e a discussão dos conteúdos destacados pelo grupo, além de aumentar sua interação com outros grupos dentro das instituições de ensino.