Pelo terceiro ano consecutivo, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIFEI ganha o Prêmio ABEPRO

O orientador, professor Pedro Paulo Balestrassi, do IEPG-UNIFEI, ao lado de Alexandre Fonseca Torres, autor da tese de doutorado premiada no ENEGEP 2021 da ABEPRO.

O Prêmio ABEPRO 2021 será concedido a vários trabalhos acadêmicos, entre os quais está a tese de doutorado defendida por Alexandre Fonseca Torres no IEPG – UNIFEI. (Imagem: ENEGEP/ABEPRO)

 

 De 18 a 21 de outubro deste ano está previsto para acontecer a 41ª edição do Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), por meio de plataforma digital devido à pandemia da COVID-19, durante o qual será entregue o Prêmio ABEPRO 2021 a vários trabalhos acadêmicos, entre os quais está a tese de doutorado defendida pelo discente Alexandre Fonseca Torres, sob a orientação do professor Pedro Paulo Balestrassi, do Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG), da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI).

 A tese intitulada “Multivariate chance-constrained method applied in multi-objective optimization problems of manufacturing processes” foi defendida em dezembro de 2020 e teve como co-orientador o professor Antonio Fernando Branco Costa, também do IEPG.

 Alexandre Fonseca Torres graduou-se, no ano de 2015, em Engenharia de Produção pela UNIFEI, onde também defendeu sua dissertação de mestrado. Além dos seus orientadores, ele reconheceu a contribuição do professor Anderson Paulo de Paiva, também do IEPG, para com a pesquisa realizada.

A tese premiada

 Segundo Alexandre, sua tese de doutorado apresenta a proposta de um método de otimização multiobjetivo. “Em outras palavras, quando queremos melhorar um processo, seja ele de fabricação ou até de um serviço, nós levamos em consideração vários resultados, tais como a qualidade, o custo, a produtividade, entre outros, muitas vezes conflitantes entre si. O método proposto sugere algumas ferramentas estatísticas específicas para otimizar vários resultados de forma simultânea”, detalhou o discente.

 Ele disse que os principais desafios para a realização e a conclusão da tese de doutorado foram propor um método diferente dos que já foram publicados na literatura e validar o método proposto com mais de um estudo de caso real. Com relação aos seus impactos tanto para a comunidade acadêmica como para a sociedade em geral, a tese pode otimizar processos considerando a estrutura de correlação entre os resultados de interesse e também a variabilidade de tais resultados.

 O trabalho premiado pode ser acessado em: https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/2401

 Mais informações sobre a tese premiada estão disponíveis em: https://iepg.unifei.edu.br/aluno-do-iepg-unifei-vence-premio-abepro-2021-na-categoria-melhor-tese-de-doutorado/?fbclid=IwAR2BV3DC7HvcU1Hllhte1fAWqbSVKTPk-1h5Z_QcN3cwVOX1ovBKvoehkL8

Importância da premiação

 Segundo o professor Renato da Silva Lima, a recepção consecutiva de prêmios da ABEPRO atesta continuamente a qualidade e relevância do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP), do qual ele é o coordenador. “Uma vez mais, a ABEPRO reconhece a qualidade dos trabalhos que são desenvolvidos em nosso programa. Esse é o terceiro ano seguido que nosso programa é contemplado. Fomos premiados também em 2020, com Giancarlo Áquila e o professor Edson Pamplona, e em 2019, com o Lucas Guedes e o professor Anderson Paiva. O prêmio do Alexandre e o “tricampeonato” junto à entidade mais representativa em Engenharia de Produção no Brasil nos dão a certeza de que continuamos no caminho certo”, disse o docente.

 O coordenador explicou que o PPGEP somente pode indicar um representante em cada categoria (doutorado, mestrado e graduação). “Assim, fizemos uma seleção interna entre os docentes do programa dos melhores trabalhos do ano. Alexandre foi eleito internamente como nosso representante por julgarmos ser a nossa melhor tese de 2020”, detalhou o professor.

Prêmio ABEPRO

  A premiação é uma iniciativa da Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) para promover o reconhecimento institucional aos melhores trabalhos do ano nesta área do conhecimento. A entidade organiza anualmente o ENEGEP, reunindo a comunidade acadêmica, pesquisadores, professores, estudantes, empresários, consultores, engenheiros, administradores e demais profissionais atuantes na área da Engenharia de Produção.

 O evento é um dos principais meios de divulgação da produção técnica e científica da área e se consolidou como fórum de discussão de questões pertinentes à Engenharia de Produção no âmbito nacional. Além disso, promove a integração e o intercâmbio do conhecimento acadêmico com o setor produtivo. Mais informações sobre o ENEGEP podem ser acessadas pelo link: http://www.abepro.org.br/enegep

Ganhadores do Prêmio ABEPRO

 Os ganhadores da edição 2021 do Prêmio ABEPRO, além da tese de doutorado de Alexandre Fonseca Torres, foram a Dissertação de Mestrado Profissional “Matheuristics for Multi-Product Maritime Inventory Routing Problems”, de Nathalie Sanghikian, orientada pelo professor Rafael Martinelli Pinto, da PUC-Rio; a Dissertação de Mestrado Acadêmico “Determinants of Renewable Energy Systems: triple helix and triple bottom line as key development factors”, de Laura Visintainer Lerman, orientada pelo professor Alejandro Germán Frank, da UFRGS, e o Trabalho de Conclusão de Curso “A Aplicação de Tecnologias Disruptivas na Capacidade Preditiva da Cadeia de Suprimentos”, de Isadora de Almeida, orientado pelo professor Álvaro Neuenfeldt Júnior, da UFSM.

 Ao primeiro colocado de cada uma das modalidades serão concedidos um certificado digital e sua inscrição nas edições de 2021 e 2022 do ENEGEP, além de seu trabalho ser divulgado no site da ABEPRO.