Prédio da incubadora da Unifei em fase final de recuperação estrutural e reforma

O prédio da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Incit).

Reforma do prédio da Incit

Reforma do prédio da Incit

 O prédio da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Incit) foi inaugurado em 2012 no campus sede da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), dentro da área de implementação da Fase I do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI), com área de 2.666 m2.

 Em 2013, a Incit foi reconhecida nacionalmente e conquistou o título de melhor Incubadora de Empresas Orientadas para a Geração e Uso Intenso de Tecnologias, concedido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

 Entretanto, logo após sua inauguração, o prédio apresentou problemas estruturais, o que comprometeu sua utilização. Dessa forma, a atual administração da Unifei não teve outra opção senão desocupar e interditar o prédio por motivos de segurança. Todas as empresas que lá se encontravam foram realocadas para o Complexo Histórico e Cultural da Unifei, localizado no Centro de Itajubá.

 A Incit ainda está instalada na região central da cidade com 35 empresas em processo de incubação, mas já gerou 700 postos de trabalho com mais de 45 empresas já graduadas, apresentando uma média de quatro graduações por ano. Até 2019, foram desenvolvidos mais de 170 produtos e serviços inovadores.

 A incubadora é responsável por cerca de R$ 5,2 milhões em tributos gerados anualmente apenas na região, evidenciando, assim, sua importância para a movimentação e o fortalecimento da economia local.

 Tais informações mostram a relevância da Incit para a geração e consolidação das empresas na área tecnológica e seu valor agregado para a cidade e região no fortalecimento da base necessária para o desenvolvimento regional e atratividade política.

 No entanto, a forte demanda de novas startups por espaço na incubadora reforçaram a importância do reparo do prédio da Incit no campus sede da Unifei, que possui capacidade para até 40 empresas incubadas, possibilitando, assim, maior geração de empresas.

 Nesse sentido, a Reitoria da Unifei foi bem-sucedida na obtenção de recursos da ordem de R$ 1,4 milhão para reforço estrutural com vista à estabilização do prédio e sua reforma interna e externa. Como consequência, graças aos esforços da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e da Diretoria de Obras e Infraestrutura (Dobi), temos a satisfação de informar que o prédio da Incit se encontra na fase final da reforma, com possibilidade de ser ocupado já no início do próximo ano. Esta é uma conquista não apenas da Universidade, mas também de todo o ecossistema regional de inovação tecnológica.

 Com a recuperação estrutural e reforma do prédio e também com o apoio da Associação Itajubense de Inovação e Empreendedorismo (Inovai), a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unifei pode, enfim, atuar plenamente e contribuir de maneira efetiva para o desenvolvimento de Itajubá e região.

Professor Edson de Oliveira Pamplona

Pró-Reitor de Extensão da Unifei