Unifei promove abertura oficial do Pibid e do Programa Residência Pedagógica

Professores que fizeram parte da mesa de abertura do evento. À esquerda, os professores Betânia e Marcel, e à direita, os professores Egon e Rita Stano.

Plateia do Encontro de Abertura Oficial do Pibid e do Programa Residência Pedagógica na Unifei.

As palestrantes do evento: Eliane Matesco Cristóvão e Silvia Renata Teixeira Rodrigues, à esquerda, e Andreia Arantes Borges e Janaína Roberta dos Santos, à direita.

Participantes dos programas Pibid e Residência Pedagógica dos cursos de licenciatura da Unifei.

 

 No dia 14 de agosto, às 17 horas, aconteceu o Encontro de Abertura Oficial do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa Residência Pedagógica na Universidade Federal de Itajubá (Unifei).

 O evento ocorreu na Biblioteca Mauá (BIM) da Unifei e contou com a presença dos professores Marcel Fernando da Costa Parentoni, vice-reitor; Egon Luiz Muller Junior, pró-reitor de Graduação; Betânia Mafra Kaizer, diretora de Assistência Estudantil, e Rita de Cássia Magalhães Trindade Stano, coordenadora do Centro de Educação (Ceduc), que, na abertura, salientaram a importância dos programas para a formação dos discentes como professores.

 Em sua fala, Rita Stano destacou o que significa ser professor no Brasil. “Esse momento glorioso representa uma postura de resistência, porque para sermos professores, para exercermos o magistério e para nos empenharmos ainda com formação de outros docentes é preciso muita resistência nesse país”. Rita disse ainda que estava muito orgulhosa com a realização dos programas Pibid e a Residência Pedagógica na Unifei.

 A professora Betânia Mafra Kaizer falou sobre a importância das bolsas destinadas aos discentes que participam dos programas, pois “o incentivo financeiro oferece qualidade de vida para os alunos”.  Já o professor Egon agradeceu os servidores e professores que se empenharam na realização dos programas e falou sobre a necessidade de investimentos na educação. Por fim, o vice-reitor, professor Marcel, parabenizou os envolvidos nos programas Pibid e Residência Pedagógica, ressaltando sua colaboração na formação de futuros docentes.

 Logo após a abertura, houve a composição da mesa pelas professoras Eliane Matesco Cristóvão, do Instituto de Matemática e Computação (IMC) presidente do Colegiado de Articulação da Formação Docente; Andreia Arantes Borges, do Instituto de Recursos Naturais (IRN), coordenadora do Pibid na Universidade, e Janaína Roberta dos Santos, também do IRN, coordenadora do Programa Residência Pedagógica da Instituição,  além de Silvia Renata Teixeira Rodrigues, da 15ª Superintendência Regional de Ensino de Itajubá, que destacaram a relevância dos programas para as escolas de Itajubá e para a formação dos discentes de licenciatura da Unifei.

 Em sua fala, a superintendente regional de ensino, Silvia Renata Teixeira Rodrigues, ressaltou o papel desses programas para as escolas. Ela também parabenizou e agradeceu o esforço dos docentes e alunos da Unifei. Já a professora Eliane Matesco reforçou a importância da relação entre a Universidade e demais escolas públicas e desejou que esses programas se expandam ao longo dos anos.

Pibid

 A professora Andreia Arantes Borges destacou que segundo a Capes, “o Pibid é um programa de incentivo, de valorização do magistério e de aprimoramento do processo de formação de professores para a educação básica”. Ela falou um pouco sobre a história do programa, que teve início na Unifei em 2014, contemplando as quatro licenciaturas da Universidade.

 A professora lembrou como o programa foi importante para o crescimento dos discentes ao longo desses anos: “Houve melhorias na aprendizagem dos alunos das escolas parceiras e promoveu-se o fortalecimento das licenciaturas na Unifei, com a diminuição das taxas de evasão dos cursos de graduação, o aumento do número de formandos, a inserção de egressos ex-bolsistas de iniciação à docência em programas de pós-graduação na Unifei e em outras instituições de ensino brasileiras”, disse a professora.

 A docente falou também sobre a formação continuada dos professores supervisores e evidenciou o compartilhamento de experiências desses docentes com os alunos que estão iniciando suas trajetórias na carreira profissional e o diálogo entre universidade e escolas de ensino fundamental e médio.

 Segundo a professora, esse relacionamento construiu espaço de amplas reflexões críticas da docência em todos os âmbitos de atuação. Ela também relatou que, desde 2014, desafios foram superados para a continuidade das atividades e agradeceu as parcerias que ajudaram no fortalecimento do programa.

 A atual equipe do Pibid Unifei é formada por 30 bolsistas de iniciação à docência, dos quais 8 são discentes do curso de Ciências Biológicas, 8 cursam Matemática, 7 são do curso de Física e 7 cursam Química. O docente Aldo de Oliveira Silva, de Física, é o professor supervisor da Escola Estadual Professor Antônio Rodrigues d’Oliveira; na Escola Estadual Barão do Rio Branco, o professor supervisor é Frank de Paula Moreira, que ministra aulas de Matemática, e Valdirene de Melo Oliva Barbosa, que leciona Biologia, é a professora supervisora da Escola Estadual Silvério Sanches.

 Além da professora Andreia, os professores Jane Raquel Silva de Oliveira e João Ricardo Neves da Silva, ambos do Instituto de Física e Química (IFQ), integram a equipe de docentes orientadores do Pibid Unifei.

 

Residência Pedagógica

 A professora Janaína Roberta dos Santos também fez explicações sobre os dois programas e disse que a Residência Pedagógica é um projeto novo que nasceu de experiências bem-sucedidas em universidades de São Paulo. Segundo a docente, o programa vem sendo alvo de críticas devido ao fato de ser visto como uma ameaça ao Pibid, porém ela destacou que, na Unifei, um programa apoiará o outro.

 Janaína explicou que o Programa Residência Pedagógica propõe que o aluno residente fique imerso na realidade da escola, devendo cumprir 440 horas de atividades, e que experimente, junto ao professor com quem está atuando, o que é o cotidiano escolar e o trabalho em uma escola. Ela disse que o programa tem uma proposta parecida com a do estágio, mas possui carga horária e intensidade maiores.

 A docente também lembrou que o programa tem a intenção de melhorar o ensino nas escolas do Brasil, promover a integração do ensino superior e o ensino básico em escolas estaduais e municipais e ajudar a desenvolver um ensino de qualidade nas salas de aula, contribuindo, assim, para a valorização do magistério.

 O Programa Residência Pedagógica conta com 30 residentes, dos quais 24 são bolsistas e 6 são voluntários. Dentre os discentes, 13 cursam Ciências Biológicas, 7 são do curso de Física Licenciatura, 5 estão cursando Química Licenciatura e 5 são de Matemática Licenciatura. Também fazem parte os professores Cléber Di Tano Camargo, da Escola Estadual Barão do Rio Branco; Anderson Marcelo Gomes, da Escola Estadual Florival Xavier, e Maria Aparecida Schumann de Melo, da Escola Estadual Major João Pereira.

 Além das professoras Janaína e Eliane, fazem parte da equipe os professores Mikael Frank Rezende Júnior e Juliana Maria Sampaio Furlani, ambos do IFQ da Unifei.