UNIFEI se associa ao Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras e beneficia projetos de alunos, professores e servidores técnicos

Em março de 2021, foi aprovada a adesão da UNIFEI durante a II Reunião Ordinária da Diretoria e do Conselho Fiscal do GCUB. Imagem: GCUB

Com sede em Brasília – DF, o GCUB, é composto por representantes de 89 universidades brasileiras. Foto: GCUB

 

 Por iniciativa da atual gestão da Diretoria de Relações Internacionais (DRI), a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) se associou ao Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB), composto por instituições nacionais, sejam elas federais, estaduais, confessionais ou comunitárias.

 O GCUB promove a integração interinstitucional e internacional, mediante programas de mobilidade docente e discente, contribuindo para o processo de internacionalização soberana da rede universitária nacional com suas contrapartes estrangeiras.

 Segundo o professor Tales Cleber Pimenta, diretor da DRI da UNIFEI, com esta associação, os alunos, professores, pesquisadores e servidores da Universidade terão mais oportunidades de se engajarem em projetos internacionais, tornando a Instituição ainda mais conhecida mundialmente.  “Todas as oportunidades oferecidas por meio do GCUB serão divulgadas no site e redes sociais da DRI”, garantiu Tales.

Sobre o GCUB

 Segundo o material disponibilizado em seu site, o GCUB é uma associação da sociedade civil, sem fins lucrativos, de caráter acadêmico, científico e cultural. Fundado em 29 de outubro de 2008, em Brasília – DF, onde mantém sua sede, atualmente é composto por 89 universidades das diversas regiões do Brasil, sendo 9 do Centro-Oeste, 24 do Nordeste, 9 do Norte, 28 do Sudeste e 19 do Sul.

 O GCUB desenvolve suas atividades em parceria com organizações internacionais, universidades, redes universitárias, conselhos de reitores e órgãos governamentais de mais de cem países, localizados nos cinco continentes. Como divulgado no site do Grupo, sua missão “é promover relações acadêmicas, científicas e culturais entre suas instituições associadas e parceiros internacionais, mediante a realização de programas, projetos e ações de cooperação internacional, bilateral e multilateral”.

 Ainda de acordo com a divulgação feita, os programas e projetos do GCUB são destinados a estudantes de graduação e de pós-graduação, bem como a pesquisadores e professores de todas as áreas do conhecimento. “Por meio desses programas, milhares de estudantes brasileiros e estrangeiros têm a oportunidade de aprimorar seus estudos e de compartilhar valores e visões com pessoas de outras culturas. Essa mobilidade acadêmica também propicia o conhecimento de diferentes sistemas educacionais e de pesquisa e distintos percursos de formação acadêmica”, informa o site do GCUB.

 Para saber mais sobre o Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras, acesse: https://www.gcub.org.br/.