UNIFEI se classifica em primeiro lugar na categoria Potencial do projeto Vivência Universitária em Empreendedorismo e Inovação

O campus sede da UNIFEI se destacou pelo seu nível de empreendedorismo e inovação durante a primeira rodada do projeto VUEI.

Entre outros objetivos, o projeto VUEI surgiu para apoiar o desenvolvimento dos ecossistemas de inovação e empreendedorismo nas IES de Minas Gerais.

Dentre as IES participantes, a UNIFEI obteve a primeira colocação na categoria Potencial, um dos estágios de maturidade para empreendedorismo e inovação avaliados.

As 22 ações do campus sede da UNIFEI em destaque na categoria ‘Ecossistema Potencial’ se estenderam a mais de 3.000 pessoas, colocando o time de Itajubá em primeiro lugar, com 345 pontos no ranking VUEI.

 

 A Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) foi reconhecida, no último dia 22 de julho, como destaque devido ao seu nível de empreendedorismo e inovação durante a primeira rodada do projeto Vivência Universitária em Empreendedorismo e Inovação (VUEI), uma iniciativa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE).

 Dentre as instituições de ensino superior (IES) participantes, a UNIFEI obteve a primeira colocação na categoria Potencial, o estágio de maturidade para empreendedorismo e inovação mais alto dentro dos três acompanhados ao longo do programa.

 O projeto VUEI surgiu com o objetivo de apoiar o desenvolvimento dos ecossistemas de inovação e empreendedorismo nas IES do Estado de Minas Gerais, estimular a criação de projetos e negócios inovadores que envolvam ciência e tecnologia nessas instituições e também despertar o protagonismo, a autonomia e a proatividade de alunos da graduação e pós-graduação.

 Executado pela Diretoria de Indústria Criativa e Formação Empreendedora (DICE), o projeto também pretende promover a aproximação entre o mercado e a academia e aumentar o número de professores com conhecimento de metodologias de ensino do empreendedorismo.

 A primeira rodada do projeto contou com 16 IES, sendo 6 federais, 2 estaduais, 1 Instituto Federal e 7 privadas, e contabilizou 287 ações registradas e 76.217 pessoas impactadas.

Metodologia da VUEI

 O projeto selecionou IES que formam times universitários e trabalham em rede para fomento à cultura da inovação e do empreendedorismo nas universidades. A UNIFEI participou da iniciativa com dois times, um do campus de Itajubá e outro do campus de Itabira.

 Durante o processo, houve suporte da SEDE, que ofereceu uma “caixa de ferramentas” com detalhamento de ações e programas de empreendedorismo e inovação a serem executados nas IES e acesso a capacitações promovidas por parceiros estratégicos.

 As respostas enviadas pela UNIFEI ao formulário de “Classificação de maturidade dos ecossistemas das IES/MG” contribuíram para que ela obtivesse 85,74 pontos, a partir dos seguintes eixos: Infraestrutura (98%), Conexão com o Setor Público (78,33%), Conexão com o Mercado (90,65%), Ambiente Favorável (78,53%) e Cultura Empreendedora (84,04%).

 A metodologia adotada também levou em consideração a quantidade de alunos atendidos pelos campi participantes e, a cada questão levantada, foram atribuídos pesos e valores. Desse modo, caso a instituição atingisse determinada pontuação ao final, seria enquadrada em um dos seguintes níveis: Nascente, de 0 a 30 pontos; Iniciante, de 30,01 a 60 pontos; Potencial, de 60,01 a 90 pontos, e Maduro, de 90,01 a 100 pontos.

 As 22 ações da UNIFEI que ficaram em destaque na categoria ‘Ecossistema Potencial’ do programa se estenderam a mais de 3.000 pessoas, colocando o time do campus Itajubá em primeiro lugar, com 345 pontos no ranking VUEI.

 O time de Itajubá foi coordenado por Juliana Caminha Noronha, com o apoio de Andréa Aparecida da Costa Mineiro e Luiz Eugênio Veneziani Pasin, todos eles docentes do Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG). O grupo de alunos foi composto pelos seguintes integrantes do Centro de Empreendedorismo UNIFEI (CEU) do campus de Itajubá: Ana Luiza Andrade, Julia Aparecida dos Santos, Luana Bittencourt, Arthur Noman, Victor Pedrezzini, Matheus Valuá, Livia Iniesta, Deborah Borges e Matheus Pessoa.

 Além da premiação das universidades, o programa VUEI listou os alunos que foram destaque, sendo três deles da UNIFEI: Arthur Noman (CEU-Itajubá), Victor Pedrezzini (CEU-Itajubá) e Harue Genghini Shibuta (CEU-Itabira). 

 Um e-book foi gerado a partir das melhores práticas em Educação e Cultura Empreendedora mapeados pela VUEI. Neste documento, dois programas do CEU foram destaque: o Ninja Startup Job, de estágio de férias em startups conduzido pelo Centro desde 2014, e o Cria, de ideação da Universidade, lançado em 2020.

 Para o segundo semestre deste ano está prevista a segunda rodada do projeto VUEI e esperam-se ainda mais resultados positivos para a Universidade.

Mais informações

 Entre outros participantes do evento, a professora Juliana Caminha Noronha (CEU / IEPG) falou sobre o destaque da Instituição na VUEI. Acompanhe seu depoimento por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=tkB2yPipX8w

  O e-book de boas práticas da primeira rodada da VUEI pode ser conferido em: file:///C:/Users/Positivo%20-%20STILO%20ONE/Downloads/b16cde24f67b9bfb06e46ce36116c1d8.pdf

 Para obter mais informações sobre o projeto VUEI, acesse: http://www.desenvolvimento.mg.gov.br/application/projetos/projeto/1098?fbclid=IwAR0KVxpG-Yv0SD6Fy87G9e7Jxx-8ZJ3NbAvr1V2YPYWSB6z8l74jCBJyey0