Unifei sedia palestra sobre concessão de bolsas para mestrado em universidade chinesa

A Unifei recebeu a visita de uma comitiva chinesa formada por membros da Universidade Jiangsu e da empresa XCMG.

Durante a visita, foi apresentado um vídeo institucional sobre a Unifei.

Os representantes da universidade chinesa realizaram uma palestra na sala Mahle no IEPG, com o objetivo de divulgar a Universidade e o programa de Mestrado.

Após a visita à Reitoria, a comitiva chinesa esteve visitando, entre outros laboratórios da Unifei, o Nusec e o LTM, que estão sob a responsabilidade do professor Marcos Aurélio de Souza, do IEM.

 A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) recebeu, no dia 29 de maio, a visita de uma comitiva da Jiangsu Normal University e da unidade da empresa XCMG de Pouso Alegre – MG, ambas com suas sedes na China. O objetivo foi a realização de uma palestra a respeito da concessão de bolsas para mestrado na Jiangsu Normal University, além de estreitar relações entre as instituições.

 A palestra, organizada pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI) da Unifei, ocorreu na sala Mahle, localizada no Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG), e foi destinada a ex-alunos e alunos das Engenharias de Produção, Mecânica e de Controle e Automação que devem se graduar até julho de 2019.

 A comitiva estava composta por Zhen Yutong e Xing Bangsheng, representantes da universidade chinesa, além de Liu Xian Fang e outros membros da XCMG. Acompanhados pelo professor Danilo Henrique Spadoti, do Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologia da Informação (Iesti), e pela servidora Márcia Cristina Grilo de Souza Balestrassi, da DRI, após a palestra, eles foram recebidos na Reitoria da Unifei pelos professores Dagoberto Alves de Almeida, reitor, e José Arnaldo Barra Montevechi, chefe de Gabinete.

 Na oportunidade, o professor José Arnaldo apresentou um vídeo sobre a Unifei, e os visitantes puderam conhecer melhor os dados históricos, números de docentes, alunos e servidores técnicos e detalhes sobre os cursos de graduação e de pós-graduação, além de obterem informações sobre os projetos acadêmicos de competição tecnológica, as empresas juniores e as diversas parcerias celebradas entre a Instituição e os setores públicos e privado, entre outros assuntos.

 Após passarem pela Reitoria, o professor Danilo conduziu os visitantes ao Laboratório de Sistemas de Automação Hidráulicos e Pneumáticos, cujo responsável é o professor Christiano Henrique Rezende, do Iesti; ao Núcleo de Excelência em Geração Termelétrica e Distribuída (Nest), que está sob a orientação dos professores Electo Eduardo Silva Lora e Osvaldo José Venturini, ambos do Instituto de Engenharia Mecânica (IEM), e também ao Núcleo de Separadores Compactos (Nusec) e ao Laboratório de Tecnologia Mecânica (LTM), ambos sob a responsabilidade do professor Marcos Aurélio de Souza, também do IEM.

A universidade chinesa

 A Jiangsu Normal University é uma universidade nacional localizada em Xuzhou, província de Jiangsu, China, construída conjuntamente pelo Ministério da Educação da China e o governo da província. Foi fundada em 1952, porém tornou-se uma instituição de ensino superior e de pós-graduação somente em 1979, recebendo hoje alunos de todas as partes do mundo.

 A Universidade possui departamentos nas áreas de Ciências Biológicas, Econômicas e Matemáticas, além de Artes, Eletrônica, Física, História, Linguística e Literatura, entre outros cursos. Para saber mais sobre a Jiangsu Normal University, acesse: http://en.jsnu.edu.cn/.

Sobre a XCMG

 A XCMG é uma empresa com sede na China que inaugurou sua fábrica em Pouso Alegre oficialmente em 2014. Ela é pioneira em introduzir no Brasil produtos chineses da chamada “linha amarela”, que inclui equipamentos, máquinas e veículos para a construção civil, como carregadeiras, guindastes, motoniveladoras, pavimentadoras de asfalto, perfuratrizes, plataformas elevatórias, retroescavadeiras, rolos e varredeiras, além de várias peças e acessórios.

 Liu Xian Fang, uma das diretoras da XCMG, já havia visitado a Unifei em maio de 2018 e, na ocasião, falou sobre os trabalhos da empresa, realçando seu foco nos produtos da linha amarela. Ela também destacou que é importante atender o mercado brasileiro com produtos de alta qualidade e que, para isso, a empresa necessita de profissionais capacitados para desenvolvê-los.

 Durante a visita anterior, a executiva informou que a empresa, que possui centros de desenvolvimento na China, na Alemanha e nos Estados Unidos da América, tinha manifestado interesse em desenvolver um centro também no Brasil.