INTECOOP – Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares

Como tudo começou?
Em consequência do cenário econômico de crise dos anos 1990 no Brasil, uma grande quantidade de grupos procurou caminhos alternativos para gerar trabalho e renda. E a partir daí, surgiram inúmeras associações e cooperativas, com propostas de organização autogestionária do trabalho, construindo um modelo diferente de gestão não hierárquica.
O surgimento dessas experiências fazem com que a partir dos anos 2000 ganhem força no Brasil as políticas públicas voltadas para o fortalecimento da Economia Solidária. Essas políticas procuravam oferecer suporte a esse grande contingente de organizações associativas e cooperativas que emergiram no país. E através dessas políticas convencionou-se chamar de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) à essas associações, cooperativas ou grupos informais que visavam organizar suas atividades produtivas, financeiras ou comerciais a partir dos princípios da autogestão, da cooperação e da solidariedade.</p?

Curiosidade: Segundo o mapeamento feito pelo Sistema de Informação em Economia Solidária (SIES), os dados de 2009 a 2014 indicam que existem no país mais de 6 mil EES.

Essas políticas se ergueram e sustentaram ao longo dos anos através da constante articulação entre os grupos, gestão pública, instituições de fomento e assessoria e empresas parceiras. O trabalho de fortalecer a Economia Solidária, de capacitar os empreendimentos e de viabilizar sua sustentabilidade se mostrou muito complexo e desafiador, e a articulação dessa rede de atores tem sido imprescindível para encontrar soluções criativas aos obstáculos colocados.
É nesse cenário que aparecem as incubadoras tecnológicas de cooperativas populares, vinculadas às universidades ou prefeituras municipais, com o objetivo de fomentar ações de Economia Solidária e oferecer assessoria técnica e de gestão aos empreendimentos, contribuindo para sua consolidação.
Então, em 2006 a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares de Itajubá (Intecoop) foi criada por iniciativa da Pró Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), em parceria com a Prefeitura Municipal de Itajubá, visando construir assessoria aos grupos associativos do Município.

E como está hoje?
Atualmente, através de seu Programa de Incubação, a Intecoop oferece apoio a formação e consolidação de EES do Município de Itajubá, capacitando os empreendimentos para a gestão autônoma de seus negócios. Podem participar do Programa de incubação grupos de pessoas físicas ou jurídicas, formalizadas ou não, que queiram estruturar associações ou cooperativas populares de Economia Solidária.
A Intecoop oferece a seus incubados apoio em diferentes frentes de formação e desenvolvimento, incluindo: orientação em gestão e administração às novas associações/cooperativas e seus empreendedores, para que os produtos e processos possam ser comercializados visando sua sustentabilidade; apoio estratégico e Network; incentivo à busca de fomento e incentivos financeiros governamentais destinados às cooperativas e associações; incentivo à participação de eventos promocionais (feiras empresariais; workshop, seminários, etc.); amplo programa de capacitação, assessoria e mentoria; interação permanente com a Universidade.

Para mais informações sobre o trabalho a Intecoop, entre em contato através dos links:

www.intecoop.webnobe.com.br
https://www.facebook.com/Intecoop.Itajuba/
intecoopitajuba@gmail.com