Extensão

PET: Formação de Professores em Ciências Exatas

O objetivo básico do PET – Conexão de Saberes – Formação de Professores em Ciências Exatas é possibilitar aos graduandos a vivência de processos formativos em ambientes formais e não-formais de ensino.
O PET – Conexão de Saberes – Formação de Professores em Ciências Exatas surgiu com o objetivo de aprofundar o processo de integração dos cursos de formação de professores da Unifei e, sobretudo, envolver os alunos dos cursos de Física e Matemática Licenciatura em processos qualificados de ensino, pesquisa e extensão utilizando a infraestrutura do Centro de Divulgação Científica da universidade (Espaço InterCiências).

Mais informações:

petlicenciaturas.blogspot.com.br
petlicsunifei@gmail.com

Espaço InterCiências

O Espaço InterCiências é um Centro de Divulgação Científica voltado para o Ensino, Pesquisa e a Extensão. Faz parte do seu acervo diversos experimentos totalmente interativos a disposição dos visitantes. As atividades de extensão são realizadas junto às escolas de ensino médio do sul de minas. As atividades formativas são realizadas com os alunos dos cursos de Licenciatura em Física e Matemática. Nele são discutidos aspectos da formação em espaços não formais de ensino. Todos os alunos participantes desenvolvem trabalhos e iniciação científica em temas relacionados às atividades desenvolvidas neste Centro.
O laboratório atende em média 700 alunos do ensino médio.

Mais informações:

www.espacointerciencias.com.br
CGLab Unifei – Espaço InterCiências

Quitrupe

O Projeto QuiTrupe foi criado por alunos e professores do curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal de Itajubá e tem como objetivo divulgar a ciência de forma lúdica e atrativa a alunos da educação básica e à comunidade de Itajubá e região. O grupo produz e encena peças de teatro científico, as quais são inspiradas em obras literárias e acompanhadas de experimentos químicos. Dessa forma, busca-se divulgar conhecimentos científicos e culturais por meio das relações entre química, literatura e teatro.

Mais informações:

quitrupe@gmail.com
facebook.com/quitrupeunifei

Projeto letramentos Digitais no campus (LEDICamp):

Considerando a cultura digital em que estamos hoje inseridos e a necessidade de usos críticos e criativos das tecnologias nos mais diversos contextos sociais, nas relações de trabalho, nas escolas etc., o projeto Letramentos Digitais no Campus (LEDICamp) tem como objetivo geral promover a inclusão digital e social e desenvolver letramentos digitais de sujeitos com nível fundamental e médio de escolaridade, em articulação com a formação inicial de professores para uso pedagógico das tecnologias. Vem sendo realizado desde 2018, inicialmente atendendo funcionários(as) terceirizados(as) que realizam a limpeza do campus da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), em Itajubá/MG. A partir de 2019, o projeto será ampliado para os funcionários terceirizados que fazem a manutenção do campus e outros interessados da comunidade que se enquadrem no perfil de atendimento do LEDICamp. Pelas ações de inclusão e letramento digital, iniciadas em 2018 por meio do projeto, os sujeitos participantes já mostraram ter melhores condições de trabalho e de acesso à informação e à cultura, além de ampliarem os usos das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) para outros contextos em que estão cotidianamente inseridos. O projeto se realiza por meio de encontros quinzenais com os participantes, nos quais são realizadas atividades de apropriação e uso das TDIC. Esses encontros têm como inspiração metodológica a pesquisa-formação (NÓVOA, 2004). Esperamos, como resultados decorrentes da realização do projeto, dar continuidade ao desenvolvimento da criticidade dos sujeitos em relação ao uso das TDIC bem como ampliar as possibilidades de utilização dessas como instrumentos de construção de cidadania.

Contato:

ledicamp@gmail.com
alessandrarodrigues@unifei.edu.br
(35) 3629-1731

Práticas Inclusivas no Ensino de Ciências

No Brasil há quase 45,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, síndrome e/ou transtorno. No entanto, no que tange a Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva, observa-se a necessidade de potencializar o currículo dos cursos de licenciatura, em especial os relacionados ao Ensino de Ciências, com atividades práticas que favoreçam os conhecimentos relativos ao desenvolvimento de estratégias pedagógicas inclusivas e, principalmente, que instigue o futuro professor a compreender que os Estudantes Público Alvo da Educação Especial (EPAEE) tem condições de construir conhecimentos. É importante lembrar que, em sala de aula, as práticas e os conteúdos relacionados ao Ensino de Ciências devem contemplar os alunos com ou sem deficiência. Logo, considera-se que o EPAEE também tem o direito de ter acesso aos conhecimentos relacionados às disciplinas de Física, Química, Biologia e Matemática, assim como ter a oportunidade de vislumbrar na prática, a aplicação dos conceitos teóricos, por meio, do uso de experimentos adaptados. Por isso, com o objetivo de contribuir com o processo formativo dos EPAEEs de Itajubá/MG no que tange ao Ensino de Ciências e, dos licenciandos da UNIFEI no que concerne a prática pedagógica inclusiva, o grupo de pesquisa Núcleo de Estudos em Formação Docente, Tecnologias e Inclusão (NEFTI) tem como objetivo desenvolver o projeto de extensão “Práticas Inclusivas no Ensino de Ciências”. Esse projeto visa possibilitar aos alunos dos cursos de Licenciatura em Física, Química, Biologia e Matemática o desenvolvimento e a implementação de Sequências Didáticas Inclusivas de Ciências para os EPAEEs de Itajubá/MG.  

www.nefti.com.br
https://www.facebook.com/groups/314712428687759/
(035)3629-1962 (NEFTI) e/ou (035)3629-1659 (NAI) e/ou (035)3629-1917 (IFQ)

Revista Aman-Ti-Kyr: Estudos Interdisciplinares em Educação

Logo RevistaA Revista Aman-ti-kyr é  um periódico semestral de divulgação científica da área da educação, de postura interdisciplinar, que integra as atividades acadêmicas do Centro de Educação (CEDUC) da Universidade Federal de Itajubá.

Por meio das seções (Artigo, Entrevista, Resenha, Voz do Aluno, Práticas Docentes e Poetando), buscamos possibilitar a interação entre os vários sujeitos que compõem a trama educacional e são o nosso público-alvo: discentes, docentes, teóricos e pesquisadores da educação e demais sujeitos da comunidade escolar e da Universidade.

Como atividade de extensão universitária, os objetivos da revista são:
1- Promover o diálogo com a escola e outros espaços educativos (informais e não formais);
2 – Ser um lugar de divulgação  das experiências, práticas e conhecimentos dos sujeitos que constroem cotidianamente a educação nesses diversos contextos;
3 – Contribuir para a discussão, a reflexão e a disseminação de conhecimentos relacionados à educação, ao humano, às linguagens, à cultura e à interdisciplinaridade;
4 – Fortalecer parcerias com a Superintendência Regional de Ensino de Itajubá e com a Secretaria Municipal de Educação de Itajubá.

https://revistamantikyr.wixsite.com/amantikyronline
revistamantikyr@gmail.com
alessandrarodrigues@unifei.edu.br

Cinema & Debate

Tecno-Distopia

O Cinema & Debate é um projeto de extensão que se apresenta como mais uma opção de formação crítica dos alunos e comunidade e tem como objetivo exibir e discutir filmes que abarcam temáticas sobre desenvolvimento, tecnologias e sociedade. As sessões são realizadas na Universidade Federal de Itajubá, uma vez ao mês, gratuitamente. Neste ano, o projeto traz a proposta de discutir episódios da série Black Mirror, que examinam a sociedade contemporânea, especialmente no que diz respeito às consequências imprevistas das novas tecnologias.

Os episódios, datas e salas de exibição serão divulgados antecipadamente via e-mail e Facebook da universidade.

Dia: Nas últimas quartas-feiras do mês
Horário: 19 horas
Local: Instituto de Física e Química –IFQ

Mais informações:
Coordenador do projeto – Prof. Rogério Rodrigues

rogerio@unifei.edu.br