Discurso de um Reitor aos seus formandos

 

 Meu discurso é curto, mas vou ser preciso e focado em vocês, meus queridos alunos. Portanto, prestem atenção porque estarei falando o que muitos dos seus entes queridos já têm “metralhado” em suas cabeças. Mas como pai que sou, bem sei que às vezes alguém externo pode até surtir mais efeito.

 Vocês, agora, completam uma fase importante de suas vidas e se lançam para outras experiências e quantas coisas interessantes, empolgantes, desafiadoras os esperam...

 Vou falar de algumas regras – na verdade, dez - para que a vida de vocês seja melhor, não só profissionalmente, mas no pacote completo, que é a vida em sua plenitude. Digo o que gostaria que me dissessem quando tinha a idade de vocês e o que eu tentei dizer ao meu filho, talvez sem muito sucesso, na ansiedade que é própria dos pais em almejar o de melhor aos seus filhos.

 O que direi a todos vocês digo a mim também, pois, nessa altura, eu ainda estou tentando vivê-la plenamente. Por mais que saibamos, não sabemos tudo, o que realmente importa. E vocês próprios sabem muito mais do que suspeitam, mas estão ainda longe de saber tudo, o que realmente importa.

 Pretensiosamente, são esses os meus dez conselhos a todos vocês. Vamos lá:

 

  1. Pratiquem esporte e tenham um hobby. Mantém o corpo em ordem e lhes permitem fazer algo para agradar a si próprios. E por que não?
  2. Se arrisquem, mas não se lancem de cabeça. Não sejam temerários, mas não se privem do novo e do inesperado.
  3. Sejam pontuais. Fazer os outros esperarem não deixa de ser um abuso, especialmente quando parte daqueles que estão em uma posição de comando e que deveriam dar o exemplo. E isso é importante e me leva à próxima regra.
  4. Deem o exemplo. Sua conduta é referência para os demais, seus amigos, familiares e futuros colegas e subordinados. Não exijam dos outros o que vocês próprios não são capazes de conseguir.
  5. Sejam tolerantes, mas não lenientes. Saibam que todos erramos e o erro intelectual, o não saber, é o mais simples deles, pois se houver vontade aprendemos, mas com o atitudinal é diferente, pois nem que saibamos vamos fazer o certo, se não tivermos a atitude correta.
  6. Saiam da sua zona de conforto. O esforço sempre compensa. De que adianta ter uma ideia se você não tenta ao menos realizá-la? Mas só tentar pode não ser o suficiente. Persistência é na maior parte das vezes o mais importante ingrediente para o sucesso. E isso, meus caros, é o que explica por que nos períodos de dificuldades a humanidade dá um salto evolutivo. Então, não se assustem pelas dificuldades econômicas do país, porque é agora que os grandes homens e mulheres vão se sobressair.
  7. Estejam disponíveis para aqueles que dependem de vocês, não só profissionalmente, mas, principalmente, para aqueles que os amam e respeitam. Não há nada mais impactante para qualquer indivíduo do que as relações que ele cultiva. Ah, se eu soubesse disso antes... tantos sofrimentos teriam sido evitados.
  8. Sejam objetivos e autênticos. Não percam o foco e sempre questionem o propósito de tudo em que vocês estiverem envolvidos. Ter clareza na vida é uma busca permanente, um ato de constante exercício. Nessa grande jornada que é a vida estamos todos aprendendo, então vai aqui a nona dica.
  9. Deem-se sempre o direito de rever suas posições. Mas resguardem seus princípios. Gente inteligente muda de ideia e posição, ninguém é refém do seu passado e podemos sempre mudar. Afinal não há nada definitivo na vida que não seja apenas a morte. E, finalmente, vamos ao último deles:
  10. Vivam com paixão e de maneira digna. Não imaginem que o sucesso, esse que as pessoas valorizam porque representa tão somente poder, fama e dinheiro, tudo justifica. Mais do que tudo, nosso país vive um triste momento em que se procura, urgentemente, por homens e mulheres éticos e dignos. Sejam um deles.

 

 Aí, meus queridos, vocês vão contagiar a todos porque verão em vocês:

 

  • Paixão, por fazerem algo que gostam e acreditam;
  • Inventividade, por aceitarem riscos de maneira ousada e inteligente;
  • Ética, porque há respeito e limites nos seus interesses quando confrontados com os demais.

 

 E vão ter, então, real sucesso, porque farão a diferença para melhor.

 Ah, e pratiquem esportes e tenham um hobby.

 

 

Prof Dagoberto Alves de Almeida

Reitor da UNIFEI

Dezembro de 2016

 

Assista ao discurso - https://youtu.be/iw74Uipbp00

 

 



Mapa do site

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Sede

Av. BPS, 1303, Bairro Pinheirinho, Itajubá - MG

Telefone: (35) 3629 - 1101 Fax: (35) 3622 - 3596

Caixa Postal 50 CEP: 37500 903

Campus Itabira

Rua Irmã Ivone Drumond, 200 - Distrito Industrial II,Itabira - MG

Telefone (31) 3839-0800

CEP 35903-087


Acesso a Informação Brasil - Governo Federal   

© 2015 Site desenvolvido pela DSI / SECOM