Veridiana Rossetti

Veridiana Rossetti

Veridiana Victoria Rossetti nasceu em Santa Cruz das Palmeiras-SP, no dia 15 de outubro de 1917. Foi a primeira mulher no Brasil a exercer a profissão de engenheira agrônoma e tornou-se autoridade mundial em doenças que acometem frutas cítricas.

Filha de Lina Pozzo e Thomaz Rossetti, imigrantes italianos, seu pai e avô eram agrônomos. Seguindo a tradição familiar, ingressou na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba (SP), tornando-se a primeira mulher a concluir o curso de Agronomia no estado de São Paulo e a segunda no Brasil, em 1937.

Entrou como estagiária no Instituto Biológico, em 1940, onde ficou toda sua carreira, dedicando-se ao estudo de doenças em frutas cítricas. Com o surgimento do Citrus Tristeza Vírus (CTV), tornou-se prioridade para Victória a necessidade de se adotar um porta-enxerto tolerante ou resistente ao vírus. Integrou, a partir de então, a Comissão Internacional de Phytophthora, publicando diversos trabalhos sobre o tema no Brasil e no exterior.

Aperfeiçoou-se nos Estados Unidos, onde estudou a fisiologia de ficomicetos e especializou-se em fungos do gênero Phytophthora. Em 1960, com apoio da Fundação Rockefeller, visitou estações de pesquisas em citros na Flórida e na Califórnia. Em 1961, a convite do governo da França e do Institut National de la Recherche Agronomique (INRA), desenvolveu um programa de cooperação científica. Capacitou-se nas técnicas de diagnóstico de vírus transmissores por enxertia, visando ao Programa de Registro de Matrizes de Citros livres de vírus, que estava para ser implantado no estado de São Paulo.

Aposentou-se em 1987, mas continuou suas pesquisas junto ao Instituto Biológico. Contou sempre com a colaboração de colegas do Brasil e do exterior. Em 1988, recebeu o título de Servidora Emérita do Estado, outorgado pelo governo do Estado de São Paulo. Participou de várias comissões técnicas e científicas – inclusive na Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) –, ministrou aulas de pós-graduação em diversas universidades e foi consultora sobre problemas relacionados às doenças dos citros. Tem mais de 300 trabalhos publicados ou apresentados em congressos. Recebeu dezenas de prêmios e homenagens.

Faleceu em 26 de dezembro de 2010, aos 93 anos.

Referência:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Veridiana_Victoria_Rossetti