Estágio de docência, estudo orientado e proficiência em língua estrangeira

Além do acompanhamento semestral do plano de trabalho, existem outras atividades curriculares importantes a serem cumpridas pelos alunos regulares dos programas de pós-graduação, como o Estágio de docência, o Estudo Orientado e a Proficiência em Língua Estrangeira. Abaixo, segue informações sobre a aplicabilidade, meios e prazos para o cumprimento de cada uma delas:


ESTÁGIO DE DOCÊNCIA

Atividade obrigatória somente aos alunos regulares bolsistas das agências de fomento,  regulamentado por meio da Portaria CAPES nº 76 de 2010. Para os cursos de mestrado, o estágio deve ser de 45h. Para os cursos de doutorado, a carga horária é de 90h. O modelo do relatório de estágio de docência está disponibilizado no link abaixo. Ele deve ser preenchido e enviado, no semestre em que o aluno realizar a atividade, exclusivamente como um anexo do formulário de acompanhamento semestral. Não deve ser enviado de maneira avulsa.

Clique aqui para fazer download do modelo de relatório de estágio de docência


ESTUDO ORIENTADO

Essa não é uma atividade obrigatória. É realizada em acordo entre o orientador e o aluno regular sob sua orientação. O modelo do relatório de estudo orientado está disponibilizado no link abaixo. Ele deve ser preenchido e enviado, no semestre em que o aluno realizar a atividade, exclusivamente como um anexo do formulário de acompanhamento semestral. Não deve ser enviado de maneira avulsa.

Clique aqui para fazer download do modelo de relatório de estudo orientado


PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

A obtenção da proficiência em língua estrangeira é uma atividade obrigatória a todos os alunos regulares dos programas de pós-graduação. Os critérios mínimos para a certificação de proficiência são definidos por cada programa de pós-graduação, por meio de resolução ou regulamento próprio. O envio do comprovante da proficiência deve ser enviado pelo aluno diretamente à secretaria do programa de pós-graduação. Não há um modelo específico. Para que o aproveitamento seja realizado, é necessário que o aluno tenha se matriculado na atividade de proficiência naquele semestre, do contrário, deverá ser feito nos semestres subsequentes.