Perguntas Frequentes

1. O que é programa de mobilidade internacional (intercâmbio estudantil)?

É um programa exclusivo para alunos devidamente vinculados à Unifei. Os alunos que participam desse programa podem realizar estudos numa instituição estrangeira conveniada pelo período de 1 a 2 semestres acadêmicos ou obter o duplo diploma conforme o referido acordo.

2. Quais são os pré-requisitos para participar da mobilidade?

  • Estar regularmente matriculado em um dos cursos de graduação da UNIFEI;
  • Estar entre 40% e 90% da integralização do curso;
  • Ter nacionalidade brasileira ou visto permanente brasileiro;
  • Não ter trancado matrícula no último semestre;
  • Apresentar coeficiente do Índice de Rendimento Acadêmico (IRA) igual ou superior a 6,00 (seis);
  • Ter no máximo duas dependências (disciplina em dependência é aquela ainda sem aprovação, de nível menor na estrutura curricular que o nível/período do aluno e ocorre nas seguintes situações: (a) o aluno estiver nela reprovado, ou nunca tê-la cursado, ou (b) o aluno estiver cursando essa disciplina);
  • Atender aos requisitos de proficiência linguística particular de cada universidade pretendida (TOEFL, IELTS, Aliança Francesa, Goethe, TesDaf, etc.);
  • Não poderá participar da Mobilidade Acadêmica o estudante selecionado que estiver respondendo processo administrativo disciplinar no âmbito da UNIFEI. 

3. Receberei algum auxílio da Unifei?
Conforme acordos de cooperação entre a Unifei e as instituições estrangeiras, o aluno brasileiro tem isenção de taxas acadêmicas nas universidades estrangeiras. Porém, algumas instituições limitam as vagas. No caso do número de candidatos ser superior ao número de vagas, haverá um processo seletivo feito pela DRI. O aluno fica responsável pelo pagamento das despesas de alojamento, passagem aérea, transporte local, alimentação, entre outras despesas pessoais. Lembrando que o aluno terá que pagar as despesas de alojamento, passagem aérea, transporte local, alimentação, etc.

4. Há algum programa de bolsa para realizar intercâmbio no exterior na graduação?

Todas as oportunidades de bolsas divulgadas pela DRI encontram-se nas abas de “Editais” e “Notícias em Destaque”.

5. Quanto gastaria por mês para realizar o intercâmbio?

Os custos mensais variam conforme a cidade e país. As capitais e cidades grandes geralmente possuem um custo elevado. Antes de viajar pesquise sobre o custo de vida do local e se possível pergunte a algum aluno que já morou na cidade pretendida.

6. Como é o procedimento de inscrição no programa de mobilidade estudantil?

Entre em contato com a Diretoria de Relações Internacionais.

7. O que devo providenciar após a chegada da minha carta de aceitação?

Após receber a carta de aceitação o aluno deve providenciar o visto de estudo diretamente no consulado do país pretendido. Cada consulado tem sua própria lista de documentos a serem apresentados, pelo aluno, para a emissão do visto. O aluno também deve providenciar o seguro saúde e cumprir todos os procedimentos solicitados pela instituição de acolhimento.

8. Quem deve solicitar o visto de estudo? O aluno ou a Unifei?

O Visto de estudo é responsabilidade do aluno. Mesmo antes da carta de aceitação chegar, o aluno pode obter informações no site do consulado do país de acolhimento e dar início aos procedimentos para a obtenção do visto. Lembre-se que para obter o visto de estudo é necessário ter o passaporte.

9. Onde solicitar o passaporte?

O passaporte é emitido pela Polícia Federal. Acesse o site para mais informações: https://servicos.dpf.gov.br/sinpa/inicializacaoSolicitacao.dodispatch=inicializarSolicitacaoPassaporte

10. Quando devo comprar a minha passagem?

Recomendamos que os alunos só comprem a passagem ao receberem a carta de aceitação, pois até a chegada da mesma o seu intercâmbio ainda não foi confirmado.

11. Estou no exterior e quero ficar mais 1 semestre. Como devo proceder?

O aluno deve entrar em contato com a DRI e pedir o formulário de Renovação da Mobilidade que consiste em refazer o plano de estudos para mais 1 semestre. Esse novo plano será analisado pelo Coordenador de Curso e caso ele esteja de acordo o aluno estará apto a permanecer no exterior.

12. Como devo proceder no retorno para a Unifei?

O aluno deve trazer, caso seja possível, o histórico das disciplinas cursadas no exterior mais a ementa e dar entrada junto a Coordenação do Curso para dar procedimento à validação das disciplinas. Algumas universidades não entregam essa documentação aos alunos, e sim enviam para a DRI. Quando essa documentação chegar, entraremos em contato com os alunos.

13. Como faço para validar as disciplinas realizadas no exterior?

Para validar as disciplinas realizadas no exterior, o aluno deve apresentar à Pró-Reitoria de Graduação (PRG):

  • Formulário de Aproveitamento de Estudos realizados no Exterior;
  • Cópia do histórico escolar emitido pela instituição estrangeira, acompanhado da via original;
  • Comprovante dos conteúdos das disciplinas cursadas, preferencialmente em inglês;
  • Documento emitido pela instituição estrangeira que comprove, em horas ou hora/aula, a carga da disciplina e os critérios para aprovação;
  • O coordenador deverá processar a equivalência concedida no histórico do aluno (Portal Acadêmico) e devolver o processo à PRG, que encaminhará para arquivo na DRA.

14. Com que frequência os editais são lançados?

Os editais de mobilidade são lançados semestralmente. O ELAP tanto para a University of Windsor quanto para a University of Regina são lançados em fevereiro, como o Brafitec (podendo neste ocorrer alterações). O EPS é lançado em setembro. Além disso, alguns editais com bolsas podem ser ofertados esporadicamente, conforme disponibilizados pelas universidades parceiras.

15. Quais os tipos de mobilidade? 

Mobilidade Independente, Programa de Mobilidade Institucional, Mobilidade Virtual.

  • Mobilidade independente: A Mobilidade independente é uma modalidade de intercâmbio em que o estudante realiza todos os trâmites necessários à sua aceitação em uma universidade internacional de forma independente. Entretanto, há a necessidade de anuência tanto do Coordenador de curso quanto da DRI, para que haja o registro da mobilidade. Após entrar em contato e receber a carta de aceite da universidade de destino, como mobilidade independente, o aluno envia as informações ao setor de Mobilidades da DRI, que providenciará a assinatura do Learning Agreement e auxiliará com a validação de documentos traduzidos, enviando-os para o aluno, para que  sejam iniciados os trâmites administrativos que irão manter regularizada sua situação junto ao colegiado de graduação do curso e seja dado início ao período de mobilidade no exterior.
  • Mobilidade Institucional: É um programa exclusivo para alunos da graduação devidamente vinculados à UNIFEI, onde a mobilidade é realizada nas Instituições parceiras da UNIFEI, ou seja, com as quais a UNIFEI possui acordos de cooperação internacional.  Os alunos que participam desse programa podem realizar estudos em uma instituição estrangeira conveniada pelo período de 1 a 2 semestres acadêmicos. O reconhecimento de créditos exige a anuência do coordenador do curso antes do início da mobilidade e isso é feito com o preenchimento do documento Learning Agreement (Contrato de estudos). A anuência da DRI também é necessária. No Programa de Mobilidade Institucional, o aluno pode obter reconhecimento de créditos ou adquirir o Duplo Diploma, conforme o acordo existente com as universidades parceiras.
  • Mobilidade Virtual: Como o próprio  nome diz, é a mobilidade onde professores da UNIFEI e professores da Universidade parceira, trabalham em conjunto para ministrar disciplinas virtualmente a alunos brasileiros e estrangeiros. Estas disciplinas são baseadas em projetos e esta modalidade está em fase de implantação na UNIFEI.

16. Quais as modalidades de intercâmbio?

  • Mobilidade: A Mobilidade acadêmica internacional possibilita o aluno cursar disciplinas da graduação em instituições estrangeiras conveniadas à UNIFEI. O aluno que realiza mobilidade tem um currículo diferenciado e mais preparado para o mercado de trabalho.
  • Brafitec: O programa consiste em projetos conjuntos de pesquisa entre a UNIFEI com parcerias universitárias no exterior em todas as especialidades de Engenharia, exclusivamente em nível de graduação, para fomentar o intercâmbio em ambos os países e estimular a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos.
  • EPS: é um programa oferecido por várias universidades europeias a estudantes do curso de Engenharia. Durante este programa, os alunos desenvolvem, junto a empresas europeias, um projeto supervisionado e realizado em equipe, com envolvimento de alunos de diversas universidades da Europa. Não são cobradas taxas para a participação no EPS, mas também não existe auxílio financeiro aos alunos. Anualmente, são ofertadas duas vagas aos alunos da UNIFEI. Informações adicionais sobre este programa, poderão ser vistas no link: https://www.epsevg.upc.edu/ca/eps.
  • ELAP:  Promovido pelo Governo do Canadá, o Emerging Leaders in the Americas Program (ELAP) oferece bolsas de estudos para estudantes de graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado) da América Latina e do Caribe realizarem intercâmbio em universidades do Canadá. Os editais da UNIFEI realizam a primeira seleção dos alunos da Graduação e encaminham para as Universidades de Regina e Windsor para concorrerem às bolsas do Governo Canadense.

17. Quais são os países mais procurados pelos alunos?

França, Espanha, Alemanha e Colômbia.

18. Consigo concorrer a algum programa de bolsa para estudar no exterior com inglês básico/intermediário?

Os Editais informam o nível de inglês exigido por cada universidade parceira. Normalmente o nível mínimo está entre B1 e B2.

19. Preciso aguardar a publicação dos editais ou posso dar entrada para qualquer universidade que a UNIFEI tem vínculo?

Sim, é necessário a publicação dos editais, que tem validade jurídica, além do mais, eles tem todas as informações necessárias para os alunos realizarem a mobilidade nos países de destino. 

20. Tenho matérias atrasadas, mas entrei através de transferência. Posso me candidatar?

O critério de dependência não será considerado para o candidato que passou por um processo de transferência de curso (interna ou externa). A verificação dos itens referentes à dependência, aproveitamento de estudos e seus casos excepcionais, serão avaliados pelo coordenador do curso.

Para os alunos alocados na UNIFEI por transferência, será considerado um tempo mínimo de curso de um (01) semestre na UNIFEI (no momento da inscrição). 

21. Existem oportunidades para mestrado?

A UNIFEI abre editais de mobilidade apenas para alunos  da graduação. No entanto,  oportunidades de bolsas para pós-graduação são  frequentemente divulgadas pela DRI através do site (https://unifei.edu.br/relacoes-internacionais/category/noticias-em-destaque/) e das redes sociais: @relacoesinternacionais.unifei, https://www.facebook.com/driunifei

22. Em qual momento o aluno precisa estar com no máximo duas dependências? No momento de inscrição ou no momento de realização do intercâmbio?

No momento da inscrição. Porém, caso haja algum imprevisto ou por motivo de força maior o aluno não consiga realizar a mobilidade e a mesma seja postergada, os requisitos são novamente verificados antes da indicação à universidade. Por exemplo, por motivo de pandemia, tivemos alguns casos que se enquadram aqui.

 23. As vagas remanescentes não são ofertadas para quem não cumpre os pré-requisitos?

 Não. O aluno que não cumpre os requisitos é desclassificado, pois os editais de mobilidade são realizados para selecionar os nossos melhores alunos para que a mobilidade seja proveitosa para o aluno e que ele represente a UNIFEI no exterior.

24. Existem oportunidades que cobrem todos os gastos?

Não. Existem bolsas que são oferecidas esporadicamente pelas universidades parceiras e ajuda de custo de governos nacionais e estrangeiros.