Equipe da Unifei é a grande campeã da competição FlexSim Healthcare 2019

A equipe da Unifei, orientada pelo professor José Antonio de Queiroz, do IEPG, sagrou-se campeã no desafio global FlexSim Healthcare de 2019.

 

 A equipe da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) composta pelos estudantes Aline de Lima Magacho, Lucas Cavallieri Segismondi, graduandos em Engenharia de Produção; Flávio Fraga Vilela, Gustavo Teodoro Gabriel, doutorandos em Engenharia de Produção, e pelo professor José Antonio de Queiroz, do Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG), sagrou-se campeã no desafio global FlexSim Healthcare, promovido pela Society for Health Systems (SHS).

 O evento de 2019 aconteceu em San Antonio, Texas, nos Estados Unidos, de 20 a 22 de fevereiro, e reuniu soluções propostas por equipes do mundo todo em torno do desafio de utilizar a simulação computacional e o software FlexSim Healthcare na melhoria dos serviços de saúde.

 Trata-se do segundo ano que uma equipe do IEPG participa desse desafio. No ano passado, equipes do mundo todo tinham como desafio otimizar um hospital militar de campo real, utilizado para atender as vítimas de furacões na região do Caribe. Na ocasião, a equipe do IEPG obteve o segundo lugar.

 Em 2019, equipes do mundo todo tinham como desafio otimizar um hospital canadense localizado na região de Toronto, que teve sua demanda aumentada abruptamente pelo fechamento de hospitais menores próximos a ele. Novamente integrando os conceitos e ferramentas da manufatura enxuta aplicadas a ambientes hospitalares e o delineamento de experimentos ao software de simulação FlexSim Healthcare, a equipe do IEPG foi a grande campeã. Além do reconhecimento internacional, a equipe recebeu um prêmio de 2.500 dólares.

 O professor José Antonio de Queiroz destacou que, sob sua orientação, desde o ano passado, um trabalho semelhante vem sendo desenvolvido junto ao setor de pronto atendimento da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá, tendo à frente a mestranda Carollini Tumani, do Programa de Mestrado Profissional em Administração.

 Mais detalhes sobre os desafios de 2018 e 2019 podem ser acessados em: http://www.iise.org/SHS/details.aspx?id=37376&utm_source=FlexSim+Master&utm_campaign=787604fc0c-ewsletter_HC&utm_medium=email&utm_term=0_d696ff9d8b-787604fc0c-419059021

 A matéria referente à participação da equipe da Unifei em 2018 pode ser conferida em: https://unifei.edu.br/blog/unifei-conquista-2o-lugar-nos-estados-unidos-em-competicao-de-simulacao-computacional-aplicada-a-melhoria-dos-servicos-de-saude/

Como é a competição

 A competição de simulação computacional entre estudantes que aconteceu na Health Systems Process Improvement Conference 2019, é patrocinada pela FlexSim Software Products Inc. Nela, os participantes resolvem um estudo de caso real-world de saúde, utilizando o FlexSim, um software de simulação. Podem participar da competição equipes de no máximo quatro alunos, mais um consultor, não podendo haver nelas mais do que dois estudantes de pós-graduação.

 Os membros da equipe e seu consultor não são obrigados a ser membros do Institute of Industrial & Systems Engineers (IISE) ou da Society for Health Systems (SHS) para entrar na competição, mas, como cortesia da FlexSim, eles se tornam membros da SHS por um ano, se forem uma das três equipes selecionadas para competir na final.

 A FlexSim fornece o software e as licenças de uso para todos os alunos interessados em participar, os quais têm, aproximadamente, nove semanas para desenvolver suas soluções. Três equipes finalistas são selecionadas para apresentar suas soluções na conferência final.

 Cada uma das três equipes escolhidas recebe 1.250 dólares para despesas de viagem para as finais, além do registro gratuito na conferência, prêmios em dinheiro e um certificado. Os prêmios em dinheiro são concedidos às equipes concorrentes de acordo com sua posição final: 2.500 dólares para o primeiro colocado, 1.500 para o segundo e 1.000 para o terceiro.