UNIFEI recebe R$ 53 milhões do Estado de Minas Gerais para aplicação na Educação Pública

O reitor da UNIFEI, professor Edson Bortoni, com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema; o prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves; o deputado estadual Dalmo Ribeiro e seu assessor Felipe Ribeiro.

O reitor da UNIFEI, professor Edson Bortoni, com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema; o prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves; o deputado estadual Dalmo Ribeiro e seu assessor Felipe Ribeiro.

O professor Bortoni e autoridades políticas se reuniram com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

O professor Bortoni e autoridades políticas se reuniram com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

O professor Bortoni manteve contato com o deputado federal Bilac Pinto.

O professor Bortoni manteve contato com o deputado federal Bilac Pinto.

Acompanhado do professor Gilberto Cuzzuol, diretor do campus de Itabira, o reitor foi recebido pelo deputado Eros Biondini (ao centro).

Acompanhado do professor Gilberto Cuzzuol, diretor do campus de Itabira, o reitor foi recebido pelo deputado Eros Biondini (ao centro).

O reitor foi recebido no gabinete do deputado federal Lincoln Diniz Portela.

O reitor foi recebido no gabinete do deputado federal Lincoln Diniz Portela.

O reitor também esteve com o deputado estadual Dalmo Ribeiro.

O reitor também esteve com o deputado estadual Dalmo Ribeiro.

A Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) acaba de receber, da Secretaria Estadual de Educação (SEE) de Minas Gerais, recursos da ordem de R$ 53 milhões, que serão direcionados a projetos previamente enviados à Secretaria, para investimentos no Ensino Superior, com desdobramentos para aplicação na Educação Pública.

Detalhadamente, os projetos aprovados resultam em montantes financeiros de quase R$ 9 milhões para o Centro de Educação (CEDUC) no campus da UNIFEI em Itabira, que inclui autossustentabilidade, sistema de refrigeração e painéis fotovoltaicos para alimentação energética, além de 15 milhões para a criação do novo Centro de Empreendedorismo da UNIFEI (CEU) para os campi de Itajubá e Itabira.

O projeto Inova Educação também foi beneficiado com recursos de mais de R$ 10 milhões. Por meio das estruturas montadas no campus da UNIFEI em Itajubá, haverá ampliação da parceria com as escolas públicas da região, viabilizando ações de melhoria do ensino básico por meio de práticas educativas inovadoras em Ciências e Matemática. Além disso, foi aprovado o Edifício Educacional, composto por salas de aula e anfiteatro, bem como por mobiliário, com recursos de quase R$ 10 milhões.

Nesse momento de pandemia e estabelecimento de um novo normal, a UNIFEI contribui significativamente com o desenvolvimento de um laboratório remoto de Ciências, isto é, que pode ser acessado através da internet por qualquer pessoa localizada em diferentes partes do mundo. O projeto inclui a construção e reforma de um espaço para ampliação do acervo do atual laboratório remoto de Física (disponível em https://labremoto.unifei.edu.br), tanto com relação à quantidade de experimentos disponíveis quanto à sua abrangência.

O laboratório irá contemplar as principais áreas das Ciências, ligadas aos cursos de licenciaturas dos campi da UNIFEI, e passará a se chamar Laboratório Remoto de Ciências. A ideia, em princípio, é que as novas instalações estejam localizadas em Itabira, mas o projeto pode ser facilmente replicado no campus de Itajubá. Este projeto recebeu recursos da ordem de R$ 6,5 milhões.

Finalmente, recursos da ordem de R$ 3 milhões serão destinados para a construção de um Concha Acústica na ilha do lago da UNIFEI em Itajubá, viabilizando atividades artísticas e culturais. Sendo assim, atividades de cultura, em alto nível, estarão acessíveis não somente aos alunos do Ensino Básico da cidade e região, mas também a toda a sociedade itajubense.

Segundo o vice-reitor da UNIFEI, professor Antonio Carlos Ancelotti Jr., “estes foram resultados financeiros importantes, que marcam o início desta gestão, com um maior alinhamento com as gestões políticas do município, estado e país. Em menos de um ano de gestão, essa administração já obteve conquistas significativas além do orçamento da Universidade”.

O professor Edson da Costa Bortoni, reitor da UNIFEI, destacou o apoio conseguido com a mobilização de vereadores, deputados estaduais e federais, culminando em reuniões com o governador e o vice-governador de Minas Gerais. “Grande parte destes recursos se deve à atuação dos deputados Eros Biondini, Dalmo Ribeiro e Bilac Pinto. Os deputados Lincoln Portela e Dr. Paulo também tiveram ações importantes, sem as quais nada disso seria obtido”, reconheceu o reitor.

Ele ressaltou também a ação dos prefeitos de Itajubá e de Itabira, Christian Gonçalves e Marco Antônio Lage, respectivamente, cujas influências foram importantes para a aprovação desses projetos. Prova disto foi a reunião viabilizada pelo deputado estadual Dalmo Ribeiro com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, na qual o prefeito de Itajubá e o reitor da Universidade se fizeram presentes.

Da mesma forma, o prefeito de Itabira teve uma reunião com o vice-governador do Estado, Paulo Brant, na qual pôde manifestar a excelência das petições. “Enfim, o trabalho de muitos, incluindo o pessoal da nossa gestão, professores e técnicos administrativos da nossa Universidade, permitiu que obtivéssemos essa importante e marcante vitória para a UNIFEI”, disse o reitor.

“Como sempre digo, longe de qualquer polarização política, o nosso objetivo é alcançar a excelência em ensino, pesquisa e extensão. Somente assim faremos jus aos nossos salários, sustentados pelos impostos pagos pela sociedade brasileira, mantendo nossa universidade pública, gratuita e de qualidade, como retorno agradável para a própria sociedade brasileira. Qualquer coisa, além disso, não coaduna com os dizeres de nosso fundador, Theodomiro Carneiro Santiago, que sintetizam a nossa missão: ‘Revelemo-nos mais por atos do que por palavras, dignos de possuir esse grande país’”, completou o professor Bortoni.